BLOG

NÃO CONSIGO SEGUIR UM HORÁRIO DE ESTUDOS – O QUE ESTÁ FALTANDO?

28/07/2017

 

Você precisa entender que para conquistar uma META, realizar um OBJETIVO ou ter SUCESSO você precisa de um plano de ação que seja muito claro e que te permita visualizar todas as etapas e desafios que você enfrentará para sair do ponto onde você está até chegar no seu objetivo.


Mais do que criar esse plano de ação, você precisa aprender a gostar dessa jornada, com tudo o que ela traz de bom e de ruim.

 

OS DESAFIOS


Os desafios para quem está se preparando para conquistar uma aprovação são vários. Mas tem um desafio que permeia tudo: A dificuldade de equilibrar as várias áreas da vida.

 

Seria até muito bom se esse fosse um desafio apenas do pré-vestibulando. Mas, basta olhar ao seu redor. Seus amigos mais velhos e provavelmente seus familiares. Todos temos crescido com a ideia (cada vez mais difundida) de que é impossível dar atenção ou ser feliz em todas as áreas de nossas vidas. Mas isso é um mito.

 

O campo que trata da inteligência emocional é muito vasto e profundo. Não temos a pretensão de insinuar que estamos falando tudo sobre isso, apenas quero chamar a sua atenção para alguns detalhes.


Imagine o ALUNO 1, que vem adotando um semestre após o outro a estratégia de sacrificar todas as áreas da sua vida em prol de estudar o máximo de horas possível, ultrapassando seus próprios limites. Quando esse aluno vai para uma prova, como ele se sente ao pensar na possibilidade de não passar ali? Todo o ser dele não quer trabalhar com essa possibilidade, pois fracassar ali, significa mais um semestre (no mínimo) sem vida, sem nada de bom, sem as pessoas e as coisas que ama. E os pensamentos podem se tornar muito mais avassaladores.

 

Agora, imagine o ALUNO 2, que decidiu se preparar da melhor maneira possível. Desenvolveu uma estratégia de médio/longo prazo – pois tem consciência que uma aprovação para Medicina, por exemplo, não vem da noite para o dia.


Decidiu em quais matérias iria se dedicar mais naquele semestre, equilibrou-se emocionalmente, com suporte daqueles que ama, distribuiu seu tempo entre estudar e cuidar de si, das suas várias dimensões. Se conectou com o seu propósito de vida e entendeu que esses semestres estudando já fazem parte da jornada para a realização do seu sonho.


Como ele se sente no dia de uma prova e cogita sobre o que irá ocorrer caso ele não passe ali? Para ele não é tão sofrido. Primeiro, porque ele tem uma estratégia e ela não diz que é passar em cada prova que fará. Segundo, que a vida dele já está acontecendo. Ele não extinguiu coisas importantes, apenas aprendeu a priorizar aquilo que o leva rumo ao seu maior objetivo e, acima de tudo, entende que tudo contribui para isso. Não só os estudos.

Você prefere ser o ALUNO 1 ou o ALUNO 2?

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Medo de matemática tem origem cultural e traz consequências negativas

27/07/2017

1/1
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo